quinta-feira, 21 de novembro de 2013

RESULTADOS DO INTERNACIONAL EM AVIXIRA

2- LUGAR  IND  BRANCO  RECESSIVO
2- LUGAR  EQUIPAS  BRANCO  RECESSIVO
1- LUGAR  BRANCO  ALBINO
1- LUGAR  EQUIPAS  BRANCO  ALBINO
1- LUGAR  AMARELO  INTENSO

domingo, 27 de outubro de 2013

AQUISIÇÃO DE AVES

VOU ESTAR NO STAND DA AVITANIA NO DIA 22 A 24 DE NOVEMBRO NO INTERNACIONAL PARA QUEM ESTIVER INTERESSADO EM ALGUMA AVE VOU LA ESTAR.



quarta-feira, 3 de julho de 2013

Balanço das criações 2013

Mais uma época de trabalho e muita dedicação....
Vamos ver se todo o nosso esforço e empenho aos nossos passarinhos valeu a pena :)
No meu ver as criações não se resumem à quantidade mas sim à qualidade. Fico muito contente quando aqueles casais que nós temos mais esperança tirem alguns passarinhos (2 ou 3 já não é mau).
Este ano muitos criadores com quem eu falei tiveram problemas nas criações e baseavam-se todos na mesma coisa... Se já repararam todos os anos à coisas diferentes que afetam não só 1 criador mas sim a maioria. A causa está nas alterações climatéricas. Este ano foi pautado por muita chuva e humidade.
Eu este ano comecei a criar só em Março e não me dei nada mal. Todos os anos tento adaptar-me ao tempo, mas ás vezes não acertamos. Há criadores que só inventam doenças em vez de mandar analisar as aves. Na minha opinião os problemas mais comuns em alguns criadores foram o frio e a  humidade!
Foi um ano muito bom para o nascimento das crias, mas em contrapartida muito mau para as manter vivas...as crias morriam a partir do 3º ao 6º dia. Porquê?
Devido ao frio!!! Se por um lado tentavam proteger as crias ficando no ninho para a s aquecer...por outro lado não saiam com frequência para as alimentar, deixando as crias anémicas; com a pele com rugas  e magras...o que significa falta de alimento e líquidos. A mim também me aconteceu mas em poucos casais, devido à minha maneira de criar com poucos machos, ou seja:
Os machos galam as fêmeas e elas ficam sozinhas a chocar os ovos, o que as obriga a sair mais vezes do ninho para irem comer e assim alimentavam as crias.
Para ajudar as crias a sobreviver podiam ajudar, alimentando-as com a seringa 2x ao dia ou dividir a sua alimentação em duas partes, por exemplo: de manhã papa e à tarde aveia para estimular o apetite.

Desculpem só agora ter escrito isto para vos ajudar nas criações, mas só podemos fazer um prognóstico no final! Todos os anos estamos a incrementar o nosso conhecimento, o que nos enriquece enquanto criadores.
Um abraço e bons resultados para as exposições!

sábado, 11 de maio de 2013

AJUDA PARA OS MEUS AMIGOS DA ORNITULOGIA

                                                          

                                       BACTÉRIAS E FUNGOS 

A maioria dos patógenos () bactérias cresce com pH neutro para alcalino. Por esta razão, quando a água tem um pH de 7 ou superior é muito suscetível a contaminação bacteriana.Geralmente, não irá desenvolver o que tem um pH de 4,5 menos de bactérias patogênicas. A água é mantida melhor, mas deve notar-se que é mais suscetível a danos por fungos. 



                                          
                      Problemas respiratórios 
  
 Os ácaros existem no ambiente, a poeira dos escombros, um pouco por toda parte, para que possam      comer.
 Quando pássaros cruzam-se por qualquer motivo com esses erros, fazer as coisas. O Sternostoma tracheacolum (Asma-fuelle em Canárias ácaro), Cytodites Nudus (ácaro de pássaros de airbags) são apenas dois de muitos outros responsáveis por dores de cabeça e dor de designers e fãs que acreditam que no pássaro gaiola ou ornamental. Pela primeira vez na boca afeta o trato respiratório.
 Neste momento o pássaro se sente perturbado e arvoredos no pico de ganchos e barras para livrar-se deles, parar de cantar, mas ave é comer regularmente e de despertar. Ao longo do tempo os ácaros migram para a traqueia, o que torna a situação pior.
 O pássaro começa a ter irritação no nariz e traquéia com um desserviço a ser permanentes dificuldades para respirar, dormir, embolia (tipo bola) e alguma dificuldade de respirar e tossir, é comer menos do que o normal e suas fezes estão tornando-se mais líquido e esbranquiçada. 
Em uma situação já muito grave chega os ácaros da poeira dos pulmões da contaminação de aves de capoeira em todo o trato respiratório. Situação em que agora você pode ouvir uma constante ruído tipo um silvo, aumenta o ruído durante a noite. Pássaros respiração com grande dificuldade e manter o bico aberto e espirro, esfregue a área da traquéia e do pico mais baixo dos ganchos pode até mesmo causar pele pequena (falta de sanções) na área descrita. Os feeds de ave com grande dificuldade, fazendo com que a fraqueza dele, soltar as suas defesas, que torna mais vulnerável e frágil, facilitando o surgimento de outras doenças. Como resultado de sua fraqueza está sujeito a ter novas bactérias e outros fungos. Esses problemas contribuem para a deterioração de sua saúde e termina com uma morte em agonia. 
Como prevenir: deve manter aves para fora as correntes de ar e vento, evite o contacto com outras aves (galinhas, pombos, aves selvagens, Pássaros da rua), para evitar a poeira no lugar onde aves (em vez de varrer o chão é melhor limpa com um pano húmido) para evitar que o assentamento no viveiro, manter o local bem ventiladolimpar e desinfectar a incubadora com alguma regularidade, desinfecção dos ninhos e os jardins de infância depois de cada criação (substituir o revestimento dos ninhos e todo o âmbito da construção), antes do início das criações usando anti-dust-ácaro da poeira, ou para evitar a sua ocorrência, sempre que possível a utilização de alimentadores fechados assim que aves do não defequem até as sementes (evitando assim a propagação de doenças), soprar / limpo alimentar sementes para não ganhar muito pouco pó ou detritos na compra de um novo pássaro fizeram uma quarentena estação antes de se juntar a sua equipe, comprar a semente mais limpa possível e, finalmente, ouvir os primeiros sinais (isso pode significar a diferença entre a vida ou morte .
                                                         

                                                   SALMONELAS




O termo salmonelose usado para descrever a infecção causada por microorganismos de salmonelas do género. Atualmente, reconhece a existência de mais de 1100 sorotipos diferentes nesse gênero; alguns deles só são capazes de produzir doença em animais domésticos e ao homem. As espécies de salmonela que afectam mais dentro da produção de aves de capoeira são: Salmonella gallinarun (que faz com respeito) e Salmonella pullorum.(produz Pasteurelose.)